Canoagem slalom: A melhor tradução do que foram os Jogos

Ao comparar rapidamente minhas previsões para as Olimpíadas e o resultado final já é possível afirmar que a Grã-Bretanha foi o grande destaque e a Austrália a maior decepção. Um dos melhores exemplos disso é a canoagem slalom. Eu não tinha previsto nenhum pódio para os britânicos nesse esporte, mas eles dominaram o quadro de medalhas ao lado da Eslováquia. Já a Austrália, de quem eu esperava dois ouros, só ganhou um bronze.

clarke

A disputa na canoagem slalom foi equilibrada. Nenhum país ganhou mais de uma medalha de ouro. Eslováquia e Grã-Bretanha conquistaram um ouro e uma prata cada. O dos britânicos foi vencido por Joseph Clarke (foto) no caiaque individual. Já o favorito, o australiano Lucien Dalfour, não se classificou nem para a semifinal da prova.

O ouro dos eslovacos foi na canoa dupla, em que os irmãos Skantar superaram os favoritos, os franceses Klauss e Péché, terceiros colocados.

Além do caiaque individual masculino, a Austrália viu também um resultado aquém do esperado no feminino. Jessica Fox, prata em Londres-2012 e favorita ao ouro no Rio, ficou em terceiro lugar. A vencedora foi a espanhola Maialen Chourraut, de quem eu só esperava a prata.

Meu percentual de acertos na canoagem slalom foi baixo. Só acertei um resultado em 12 (a prata do esloveno Peter Kauzer no caiaque individual). Mas cravei metade dos medalhistas, a maioria nas posições erradas.

Advertisements

Canoagem slalom: Austrália à frente da França com a ajuda de um francês

Veja aqui a previsão atualizada de resultados da canoagem slalom na Rio-2016.

delfour

A definição dos inscritos na canoagem slalom fez a Austrália ultrapassar a França como o país com mais ouros na competição. O líder e o vice-líder do ranking mundial na prova K1 masculino, ambos franceses, não se classificaram para as Olimpíadas. Foram superados nos critérios da federação de canoagem do país por Sébastien Combot, que é só o sexto no ranking. O espanhol Samuel Hernanz, terceiro colocado do ranking, também ficou fora porque seu país não conseguiu a vaga nas Olimpíadas nem pelo Campeonato Mundial nem pelo Europeu.

Assim, o ouro ficará com o australiano Lucien Delfour (na foto lá em cima), quarto do ranking, a prata com o esloveno Peter Kauzer, quinto na lista, e o bronze com Combot. O detalhe é que Delfour nasceu na França (ou melhor, na Polinésia Francesa, um território ultramarino daquele país), mudou-se para a Austrália somente aos 21 anos e ainda hoje tem um técnico francês. Outra curiosidade: seu ídolo no esporte é Kauzer, o favorito à prata.

Outra australiana que conquistará o ouro é Jessica Fox, na única prova feminina da modalidade, o K1. Ela foi prata em Londres-2012.

Já a França ficará com o ouro no C2 masculino com a dupla Klauss/Péché.

Canoagem Slalom: Eslováquia supera a Eslovênia

Veja os resultados atualizados da canoagem slalom aqui.

Alexander Slafkovsky of Slovakia competes during the final  C1 Men of the 2013 ICF Canoe Slalom World Championships on September 14, 2013 in Prague, Czech Republic. David Florence of Great Britain won ahead of Alexander Slafkovsky of Slovakia and Slovenia's Benjamin Savsek placed third. AFP PHOTO /MICHAL CIZEK        (Photo credit should read MICHAL CIZEK/AFP/Getty Images)

A Federação Internacional de Canoagem atualizou na semana passada o ranking mundial da modalidade slalom, incluindo três etapas da Copa do Mundo disputadas este mês. França, com previsão de dois ouros, e Austrália, com um ouro e um bronze, continuam dominando. A novidade é que o eslovaco Alexander Slafkovsky (na foto aí em cima) assumiu a liderança do ranking da categoria C1, tirando do esloveno Benjamin Savsek o único ouro que seu país ganharia na modalidade.

Savsek caiu para quarto lugar no ranking da categoria, mas os dois primeiros são eslovacos e nas Olimpíadas só há um competidor por país em cada prova. Com isso, o esloveno “herda” o bronze.

 

Canoagem Slalom: França na cabeça de novo

Veja aqui os resultados da canoagem slalom na Rio-2016.

Boris_Neveu_Canoe_Slalom

A exemplo do que aconteceu em Londres-2012 a França vai levar duas das quatro medalhas em disputa na modalidade slalom da canoagem, aquela em que se desce corredeiras. Os franceses vencerão as disputas masculinas do K1 (caiaque com um competidor só) e C2 (canoa com dois atletas).

A Austrália ficará com o ouro na única prova feminina, o K1, além de uma prata no K1 masculino. Outro destaque será a Eslovênia, com ouro no C1 e bronze no C2, ambos masculinos.

Na foto o francês Boris Neveu, que serão campeão olímpico do K1, prova que ele já venceu no Mundial disputado nos EUA em 2014.