Esgrima: Rússia fez seu papel, Hungria supreendeu

A Rússia não me decepcionou na esgrima e fez o que eu esperava dela: dominou a modalidade. Foram quatro ouros dos russos. A supresa ficou por conta da Hungria, de quem eu só esperava dois bronzes, mas que conquistou dois ouros. Já a China, favorita a dois ouros, ficou com uma prata e  bronze.

images

Apesar de eu ter chegado perto de acertar o número de ouros da Rússia (foram quatro e eu apostei que seriam três) eu só cravei um dos resultados: o do sabre por equipes feminino (nafoto acima). No sabre individual feminino eu acertei a vitória da Rússia, mas apostei em Sofya Velikaya, que perdeu a final para a compatriota Yana Egorian.

No florete individual feminino também errei a vencedora da final. Apostei que a italiana Ariana Errigo bateria a russa Irina Deglazova, mas ela caiu nas oitavas! Já a russa chegou à decisão e derrotou outra italiana, Elisa di Francisca.

O outro ouro da Rússia tambem foi numa prova em que eu apostava na Itália: o florete por equipes masculino.

Meu percentual de acerto de resultados foi baixo (17,3%), mas o de medalhistas foi bem alto (57,7%).

Advertisements

Esgrima: Correção não tira favoritismo da Rússia

Veja aqui a previsão dos resultados da esgrima na Rio-2016.

russia sabre

Antes de mais nada é preciso fazer uma correção: eu tinha incluído nas minhas previsões duas categorias que não são disputadas nas Olimpíadas e tinha deixado de fora outras três. Ou seja, são dez categorias no total e não nove, como eu listei.

A espada tem quatro provas: individual masculino e feminino e por equipes masculino e feminino. O florete tem três provas (o florete por equipes feminino não é disputado nas Olimpíadas). E o sabe tem outras três provas (a prova por equipes masculina não é olímpica).

Essas mudanças não tiraram o favoritismo da Rússia. A diferença é que em vez de quatro os russos ganharão “só” três ouros em vez de quatro, como eu tinha previsto. A segunda força continua sendo a Itália, com dois ouros e uma prata, seguida da China e da França, com dois ouros e um bronze.

A foto lá em cima é da equipe russa feminina de sabre. Esta sim vai para os Jogos.

 

Esgrima – Os russos estão de volta

Veja aqui os a previsão de resultados da esgrima na Rio-2016.

florete

Até o início de junho a Itália era favorita a ganhar o maior número de medalhas na esgrima. Mas no mês passado a Rússia assumiu a liderança do ranking mundial em mais duas categorias (o florete por equipes feminino e o sabre por equipes masculino) e se tornou forte candidata a ganhar quatro medalhas de ouro. Desde Atlanta-1996 os russos não ficam em primeiro no quadro de medalhas da modalidade. Nas últimas quatro disputas olímpicos foram três vitórias da Itália e uma da França.

Na Rio-2016 a Itália deve sair com dois ouros e duas pratas, seguida de perto pela China, com dois ouros.

Na foto aí de cima está a equipe russa do florete feminino, que desbancou a Itália do topo do ranking.