Sétimo dia: Desempenho do Brasil começa a preocupar

Pela minha previsão o Brasil deveria ter conquistado duas medalhas de prata nesta sexta-feira, sétimo dia de competições: Bruno Fratus na natação e Marcelo Melo/Bruno Soares no tênis de duplas. Mas os tenistas já tinham sido eliminados nas quartas de final e Fratus chegou em sétimo lugar na final dos 50m livre.

RIO DE JANEIRO, BRAZIL - AUGUST 12:  Anthony Ervin of the United States celebrates winning gold in the Men's 50m Freestyle Final on Day 7 of the Rio 2016 Olympic Games at the Olympic Aquatics Stadium on August 12, 2016 in Rio de Janeiro, Brazil.  (Photo by Clive Rose/Getty Images)

A decepção de Fratus tinha fundamento: antes das Olimpíadas ele era dono da segunda melhor marca dos últimos 12 meses, atrás somente do francês Florent Manaudou, campeão em Londres-2012. Mas na final o francês ficou com a prata e o vencedor foi o estadunidense Anthony Ervin (na foto lá em cima). O bronze ficou com Nathan Adrian, também dos EUA, como eu previra.

Por enquanto o Brasil tem um ouro e dois bronzes no judô é uma prata no tiro esportivo. Eu tinha previsto ouro no tiro, prata na natação e no tênis e dois bronzes no judô.

As disputas que cheguei mais perto de cravar o resultado completo no sétimo dia foram no hipismo e no levantamento de peso. Na prova de adestramento por equipes cravei o ouro da Alemanha e a prata da Grã-Bretanha. Minha aposta para o bronze, a Holanda, ficou em quarto lugar. Os EUA terminaram em terceiro.

w1KYZVau

Na foto acima a equipe alemã campeã do adestramento por equipes.

No levantamento de peso feminino acertei o ouro da norte-coreana Tim Jong Sim e a prata da bielorrussa Darya Naumava.

Meu aproveitamento no acerto dos resultados caiu para 22,4%, mas o acerto no número de medalhistas subiu para 49,9%.

Hipismo: O primeiro título individual do bicampeão

O estadunidense McLain Ward já ganhou dois títulos olímpicos: em Atenas-2004 e Pequim-2008, mas sempre na disputa por equipes. Na Rio-2016 é favorito a mais um ouro, porém com um sabor diferente. Desta vez ele vai vencer no individual. A equipe dos EUA (incluindo Ward) vai ficar com o bronze – um avanço em relação a Londres-2012, quando terminaram com um decepcionante sexto lugar.

holanda hipismo

O ouro por equipes ficará com a Holanda (na foto, comemorando o título europeu) e a prata com a França. No individual a prata será do francês Simon Delestre e o bronze do alemão Christian Ahlmann.

Nas outras modalidades do hipismo a Alemanha vai dominar: no adestramento conquistará o ouro por equipes e no individual, com Kristina Bröring-Sprehe. No Concurso Completo de Equitação os alemães garantirão o terceiro título consecutivo na disputa por equipes e Michael Jung será bicampeão no individual.

Hipismo: Alemanha vence tudo, menos o principal

Veja aqui a previsão de resultados do hipismo na Rio-2016.

McLain-Ward-Sapphire-IC5U9044

Três modalidades do hipismo são disputadas nas Olimpíadas. No Adestramento e no Concurso Completo de Equitação (CCE) a Alemanha domina: vai ganhar os quatro ouros em disputa (dois individuais e dois por equipes). Mas nos Saltos, a prova mais prestigiada, a história é outra: os EUA vão se sair melhor no individual e a Holanda na disputa por equipes.

Até o mês passado a França levaria a melhor na prova individual de Saltos, com Simon Delestre. Mas ele foi ultrapassado no ranking mundial pelo estadunidense Mclain Ward, bicampeão olímpico em Atenas-2004 e Pequim-2008 (este da foto aí em cima).

Somando as três modalidades, além dos quatro ouros da Alemanha, veremos um ouro e dois bronzes da Holanda contra um ouro e um bronze dos EUA.

Para elaborar minhas previsões para as provas individuais considero os resultados do ranking mundial. E nas prova por equipes uso os resultados dos Jogos Mundiais Equestres de 2014, já que não existe uma listagem mundial por equipes.