Tênis de mesa: Atuais campeões ganham preferência sobre primeiros do ranking

Veja aqui a previsão atualizada dos resultados do tênis de mesa na Rio-2016.

ding

A definição dos atletas que vão representar a China no tênis de mesa nas Olimpíadas talvez seja tão ou mais difícil do que a própria disputa olímpica. Para se ter ideia, no masculino os chineses ocupam as quatro primeiras colocações do ranking mundial e no feminino as três primeiras. Os critérios para montar a equipe na Rio-2016 acabaram privilegiando atletas que foram campeões em Londres-2012 e deixando de fora outros que têm melhores posições no ranking. A consequência disso é que, pelas minhas previsões, a China vai deixar escapar uma medalha de prata para Singapura.

Na disputa de simples feminina a líder do ranking e favorita ao ouro é Ding Ning (foto). A favorita à prata seria Liu Shiwen, número 2 do ranking, mas ela só foi inscrita na disputa por equipes. Em seu lugar nas simples a China inscreveu Li Xiaoxia, que foi campeã em Londres, mas que atualmente ocupa a quinta colocação no ranking. Logo à frente de Li no ranking está Feng Tianwei, de Singapura. Como tem colocação melhor, Feng é favorita à prata e Li deve ficar com o bronze.

O curioso é que o pódio feminino terá as mesmas atletas que foram medalhistas em Londres, mas em posições diferentes. Nas últimas Olimpíadas Li foi ouro, Ding prata e Feng bronze. Agora Ding deve ser ouro, Feng prata e Li bronze.

Esse resultado dará a Singapura a posição de segundo melhor país do tênis de mesa ao lado do Japão, ambos com uma prata e um bronze.

No masculino o favorito ao ouro é Ma Long. A prata seria de Fan Zhedong, número 2 do ranking, mas assim como no feminino ele foi preterido em favor do atual campeão olímpico, Zhang Jike, número 4 da lista. O bronze ficará com a Alemanha.

Advertisements

Tênis de mesa: a China é barbada

Veja aqui a previsão de resultados para o tênis de mesa na Rio-2016.

352944-ma-long

Um país que conquistou 24 das 28 medalhas de ouro olímpicas já distribuídas nesse esporte, que tem os quatro primeiros atletas do ranking mundial masculino e as três primeiras do feminino, enfim, que parece imbatível. Essa é a China no tênis de mesa. Na Rio-2016 não será diferente. Os chineses levarão quatro ouros e duas pratas.

A última vez que a China não ganhou ouro no tênis de mesa numa Olimpíada foi em Atenas-2004, quando a Coreia do Sul ficou com o ouro na disputa por equipes masculina.

No Rio a posição de segundo melhor país nesse esporte deve ficar empatada entre Alemanha e Japão. Ambos são fortes candidatos a uma prata e um bronze. Correndo por fora vem Singapura, que deve levar dois bronzes.

Na foto lá em cima está o chinês Ma Long, que vai ganhar o ouro na prova individual. Em Londres-2012 ele venceu a disputa por equipes.