Ciclismo mountain bike: A derrocada da França

Em todas as edições de Olimpíadas, de Sydney-2000 a Londres-2012, a França sempre levou pelo menos uma medalha de ouro no mountain Bike. Minha previsão era que no Rio-2016 eles não passariam de uma prata e um bronze. Mas a derrocada foi pior ainda. Os franceses saíram do Rio de mãos abanando.

unnamed

O melhor resultado foi o quarto lugar de Maxime Marotte (meu favorito ao bronze), que chegou 10s atrás do espanhol Carlos Coloma. O outro francês cotado à prata, Julien Absalon, terminou só em oitavo. O vencedor, como eu previra, foi o suíço Nino Schurter (foto). A prata ficou com o tcheco Jaroslav Kulhavy.

No feminino eu passei mais longe de acertar o resultado. Minha favorita ao ouro, a dinamarquesa Annika Langvad, ficou em 11o. lugar. A campeã foi a sueca Jenny Rissveds.

A única medalhista que acertei no feminino foi a polonesa Maja Wloszczowska. Eu previ bronze para ela, mas ela foi prata.

Meu percentual de acerto no mountain bike foi baixo: só cravei um resultado e dois medalhistas.

Ciclismo mountain bike: Ninguém fica de fora

Com a confirmação dos inscritos do mountain bike já se sabe que a dinamarquesa Annika Langvad (foto) finalmente poderá conquistar o ouro que escapou em Londres. Um mês e meio antes das Olimpíadas de 2012 ela sofreu uma queda em que fraturou as costelas e acabou ficando de fora da competição. Além de Langvad, são favoritas a formar o pódio a suíça Jolanda Neff e a polonesa Maja Wloszczowska.

langvad

No masculino o favorito é o suíço Nino Schurter, seguido pelos franceses Julien Absalon e Maxime Marotte.

Ciclismo mountain bike: Suíça vai dar um chega pra lá na França

Veja a previsão de resultados do mountain bike para a Rio-2016:

OURO PRATA BRONZE
MASCULINO Nino Schurter (SUI) Julien Absalon (FRA) Maxime Marotte (FRA)
FEMININO Annika Langvad (DIN) Jolanda Neff (SUI) Maja Wloszczowska (POL)

Desde Sydney-2000 a França conquista pelo uma medalha de ouro no mountain bike. Mas este ano um suíço vai acabar com a festa francesa. Depois de levar o bronze em Pequim-2008 e a prata em Londres-2012, Nino Schurter (na foto aí de baixo) finalmente conquistará o ouro, deixando a prata para o francês Julien Absalon, bicampeão olímpico (em Atenas-2004 e Pequim) e o bronze para outro francês, Maxime Marotte.

nino-schurter-no-mundial-mtb-xce-2013

No feminino uma suíça também fará bonito. Jolanda Neff ficará com a prata, atrás da dinamarquesa Annika Langvad.